Contemporâneo Enviar por E-mail

DSC 0131

Prof. Marta Lima

Por volta dos anos 80 começaram a surgir novos sistemas e conteúdos desenvolvidos a partir do Moderno que resultaram numa maior ruptura com a tradição do Ballet Clássico. O Contemporâneo não tem uma técnica com uma linguagem única e dá espaço à liberdade de interpretação, valorizando a transmissão de ideias e conceitos. Esta dança continua a evoluir, adoptar novas convenções e envolver-se com outros estilos de dança e áreas artísticas.

Partindo do pressuposto de que o chão é a base e que é a partir dele que nos movemos no espaço dá-se especial relevância ao contacto directo dos pés (e de todo o corpo) no chão. Da observação dos corpos, da vida e do mundo que nos rodeia estudaram-se, criaram-se e sistematizaram-se movimentos; da imaginação individual estimula-se contemporaneamente as capacidades de criação e de improviso.